Animação mostra como funcionam os sensores CMOS e CCD

Você já parou para pensar como acontece o processo para o sensor da sua máquina fotográfica transformar o sinal analógico em digital, ou melhor, como ele registra a imagem? Uma animação muito bem feita nos mostra, de uma forma bem básica, essa informação!

O autor da animação, Raymond Sirí, postou os vídeos a 8 meses atrás, mas só agora teve maior visibilidade após a publicação de uma matéria nos sites Gizmodo.com e PetaPixel.com.

Os dois tipos de sensores do tipo Bayer, CCD (charge-coupled device) e CMOS (complementary metal-oxide semiconductor) são os mais comuns no mercado. Eles costumam gerar dúvidas quando comparados entre si, os passos básicos são:

  • Captura da luz
  • Processamento do sinal
  • Envio para armazenamento

GIF – Como funciona um CMOS por dentro

Porém, a grande diferença entre eles é que o CMOS capta uma linha de informação por vez, já o CCD faz o processo tudo de uma vez.

E que diferença isso faz na imagem em si?

Estando seu assunto em uma velocidade maior que o frame rate (Cadência) do vídeo ou maior que a velocidade do obturador da fotografia os dois sensores se comportam de forma diferente para registrar a imagem:

  • CMOS processa a imagem pelo método “rolling shutter”, capta cada linha a linha do sensor.
  • CCD capta a imagem através do método “global shutter”, capta tudo de uma vez.

Veja uma imagem para exemplificar:

por: andor.com

Por: andor.com

Vamos agora conferir essa diferença na pratica com os 2 vídeos abaixo:

1 – Como o sensor CMOS funciona:

2 – Como o sensor CCD funciona:

[via Image Sensors World, Gizmodo e PetaPixel]

 

Existem outras diferenças, mas este post é exclusivamente para dizer do funcionamento de ambos e apresentar essa animação esclarecedora. Em um post futuro será apresentado as vantagens e desvantagens, mas já adianto que mesmo o “rolling shutter” parecer um ponto negativo, dificilmente você sentirá essa diferença. Na fotografia somente em situações extremas dá para perceber o efeito. No vídeo, mesmo sendo mais fácil de perceber, dificilmente o trabalho final será prejudicado pelo tal.

E é isso! Dúvidas, críticas ou sugestões, postem aí nos comentários.

Um abraço a todos!

About The Author

Edilson Borges

Fotógrafo, desenvolvedor, fascinado em tecnologia e produtor de conteúdo pro YouTube, e demais redes, nos canais: Sobre Foto e Dicas do Ed!

  • Dian de Paula

    Excelente!

    🙂

Tire sua dúvida!